O que são plasmídeos?

Plasmídeos são pequenos pedaços circulares de DNA que se replicam independentemente do cromossomo da célula hospedeira, têm importante papel como vetores de clonagem e são amplamente utilizados na biologia molecular. Nos micro-organismos, os plasmídeos têm funções adaptativas, já que podem garantir a sobrevivência de bactérias pela presença de genes de resistência a antibióticos, por exemplo.

Os primeiros plasmídeos utilizados em laboratório foram derivados de plasmídeos naturais encontrados em bactérias. Desde a sua descoberta, pesquisadores adicionaram muitas características aos plasmídeos para adequação a uma variedade de aplicações. Foram projetados para transportar até 10 quilobases de DNA e são facilmente isolados de micro-organismos por métodos laboratoriais.

Embora os plasmídeos se repliquem independentemente do DNA cromossômico, eles dependem de enzimas hospedeiras para catalisar a sua replicação. As DNA polimerases do hospedeiro ligam-se a uma sequência de origem de replica…

Colorações Especiais da Histopatologia

1.Ácido Periódico-Schiff ou PAS

Finalidade: identificação de glicogênio em tecidos. Os resíduos de glicose da peça estudada produzem aldeídos que entram em contato com o reagente de Schiff.

Resultado:
Glicogênio, mucina, membrana basal e fungos – púrpura-magenta
Núcleo – azul

Glicogênio em pulmão.


2.Azul alciano

Finalidade: identificação de mucopolissacarídeos. Quantidades excessivas de mucosubstâncias são vistas em mesoteliomas.

Resultado:
Mucosubstâncias fortemente ácidas – azul a púrpura
Núcleo – rosa a vermelho
Citoplasma – rosa pálido

Substâncias ácidas em tecido cartilaginoso.


3.Weigert e Verhoeff-Van Gieson

Finalidade: identificação de fibras elásticas no tecido. Para um resultado satisfatório, a resorcina-fucsina (complexo de fucsinas combinado com resorcinol e cloreto férrico) é empregada no método.

Resultado:
Fibra elástica – marrom à púrpura
Núcleo – azul a preto
Colágeno – vermelho
Outros elementos – amarelo

Fibras elásticas em artéria.


4.Von Kossa

Finalidade: identificação de depósitos de sais de cálcio nos tecidos. No método, a peça é tratada com nitrato de prata, sendo que esta se deposita substituindo o cálcio reduzido pela luz forte.

Resultado:
Sais de cálcio – prata metálica a preto
Núcleo – vermelho
Citoplasma – rosa

Depósito de cálcio em embrião.


5.Vermelho Congo

Finalidade: identificação de amilóides em tecidos com amiloidoses.

Resultado:
Amilóide, tecidos elásticos e grânulos eosinofílicos – vermelho
Núcleo – azul

Amilóide em glomérulo.


6.Tricrômio de Masson

Finalidade: identificação de fibras colágenas.

Resultado:
Fibras colágenas – azul
Núcleo – preto
Músculo, citoplasma e queratina – vermelho

Fibras de colágeno em tecido.


7.Giemsa (Romanowsky)

Finalidade: identificação de microorganismos em geral como parasitas, bactérias e fungos.

Resultado:
Pigmentos biliares – verde
Colágeno, músculo e osso – rosa pálido
Grânulos basófilos – azul-púrpura
Celulose e leucócitos agranulócitos – azul celeste
Núcleo – azul escuro a violeta
Eritrócitos – salmão a rosa
Citoplasma – azul claro

Presença de filária em tecido.


8.Perls

Finalidade: identificação de ferros férricos e minerais como asbestos.

Resultado:
Ferros férricos – azul profundo
Hemossiderina – azul
Núcleo – vermelho
Eritrócitos – amarelo
Asbestos – azul ou preto

Depósito de minerais em baço.


9.Warthin-Starry

Finalidade: identificação de bactérias, principalmente espiroquetas.

Resultado:
Espiroquetas – preto
Fundo – dourado

Bacillus piliformis em tecido.


10.Fontana-Masson

Finalidade: identificação de melanina, que é uma importante proteína que atua na redução da quantidade de nitrato de prata amoniacal para prata metálica sem a utilização de um agente redutor externo.

Resultado:
Melanina – preto
Células granulares argentaffin – preto
Células cromafins - preto
Lipofucsina – preto
Núcleo – vermelho

Melanina em tecido.


11.Grocott

Finalidade: identificação de fungos, com visualização de hifas e micélios.

Resultado:
Fungos – preto
Partes interiores de hifas e micélios – rosa a vermelho
Mucina – verde escuro
Fundo – verde pálido

Invasão da parede celular por fungo.


12.Fosfatase Alcalina

Finalidade: identificação dos locais de atuação da enzima fosfatase alcalina.

Resultado:
Locais de atividade enzimática – rosa a vermelho
Núcleo – azul

Atividade de fosfatase alcalina em células de Langerhans.


13.Bielschowsky

Finalidade: identificação de fibras nervosas no tecido cerebral.

Resultado:
Axônios, emaranhados neurofibrilares e placas senis – preto
Fundo – amarelo a marrom

Fibras nervosas em cerebelo.


14.Diff-Quick (Romanowsky)

Finalidade: identificação de microorganismos em geral. Não cora bem grânulos de mastócitos, dificultando a observação de alterações.

Resultado:
Microorganismos – azul escuro
Leucócitos – vermelho a azul

Ehrlichia chaffeensisem em tecido.


15.Golgi - Cajal

Finalidade: identificação de processos dos neurônios corticais.

Resultados:
Neurônios corticais em atividade – preto
Fundo – amarelo

Neurônios em córtex cerebral.


16.Tricrômio de Gomori

Finalidade: identificação de fibras musculares e colágeno.

Resultados:
Fibras musculares – vermelho
Colágeno – verde
Núcleo – azul a preto

Fibras musculares e colágeno em artéria.


17.Luna

Finalidade: identificação de fibras elásticas e mastócitos no tecido conjuntivo.

Resultado:
Fibras elásticas – púrpura
Mastócitos – púrpura
Núcleo – preto
Fundo – amarelo

Fibras elásticas no tecido conjuntivo.


18.Luxol Fast Blue

Finalidade: identificação de mielina nos axônios mielínicos do tecido nervoso.

Resultado:
Mielina com fosfolipídios – azul a verde
Neurônio – rosa a violeta

Axônios mielínicos em cérebro.


19.Rio Hortega

Finalidade: identificação das micróglias no tecido cerebral.

Resultados:
Micróglia, vasos sanguíneos e células endoteliais – amarelo a marrom

Micróglia em tecido nervoso.


 20.Nissl

Finalidade: identificação da estrutura básica do neurônio e corpúsculos de Nissl no cérebro e medula espinhal.

Resultado:
Neurônio e corpúsculos de Nissl – rosa a violeta

Corpúsculos de Nissl em tecido nervoso.


21.Oil Red O

Finalidade: identificação de lipídeos nos tecidos.

Resultado:
Lipídeos – vermelho
Núcleo – azul pálido

Lipídeos em tecido.


22.Pouchet

Finalidade: identificação de pigmentos da vesícula biliar.

Resultado:
Pigmentos da bile – verde
Colágeno – vermelho
Fundo – amarelo

Pigmentos biliares em tecido hepático.


23.Azul Prussiano

Finalidade: identificação da forma férrica .

Resultado:
Forma férrica – azul brilhante
Núcleo – vermelho
Citoplasma – rosa

Forma férrica em tecido.


24.Rodanina

Finalidade: identificação de depósitos de cobre nos tecidos. Os depósitos de cobre em excesso podem ser tóxicos ao fígado causando quadros de cirrose grave.

Resultado:
Depósitos de cobre – vermelho a laranja
Núcleo – azul pálido
Bile – verde

Rodanina em tecido hepático.


25.Safranine O

Finalidade: identificação de cartilagem, mucina e grânulos das células dos mastócitos.

Resultado:
Cartilagem, mucina e grânulos – laranja a vermelho
Núcleo – preto
Citoplasma – verde a cinza

Cartilagem em tecido embrionário.


26.Azul de Toluidina

Finalidade: identificação de mastócitos e verificação do fenômeno de metacromasia devido à heparina e histamina.

Resultado:
Mastócitos – violeta
Fundo – azul

Macrócitos em tecido.


27.X-Gal

Finalidade: identificação dos locais de atuação da enzima β-galactose.

Resultado:
Locais de atividade enzimática – azul
Núcleo – rosa

Atuação da enzima β-galactose em tecido.


28.Ziehl Neelsen

Finalidade: identificação de BAAR (bacilos álcool-ácido resistentes)

Resultado:
Álcool-ácido resistentes – vermelho
Núcleo e outras bactérias – azul

Mycobacterium tuberculosis em tecido.


29.Tricrômio de Mallory

Finalidade: identificação de fibras colágenas.

Resultados:
Fibras musculares – vermelho
Hemácias e mielina – amarelo
Núcleo – azul

Fibras colágenas do intestino.


30. Sudan Black

Finalidade: identificação de lipídeos.

Resultados:
Lipídeos – preto


Lipídeos em tecido.



Referências:



JUNQUEIRA, LC; CARNEIRO, J. Histologia básica: texto e atlas. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004. 488 p.

LUZ, MAM; ZANCHETTA NETO, D. Histoquímica e Imunocitoquímica. 1. ed. São José do Rio Preto: Sociedade Brasileira de Histotecnologia, 2002. v. 01. 67 p.