Bolsas de Estudo
João Victor Alves Oliveira é graduado em Biomedicina pelo Centro Universitário UNINOVAFAPI (2010), especialista em Perfusão pela UNIFESP (2012) e mestrando em Farmacologia pela UFPI. Atualmente é Professor do Centro Universitário UNINOVAFAPI e atua como Perfusionista em diversos hospitais. Possui experiência em centros cirúrgicos (com rotinas de cirurgias cardiovasculares, endovasculares e oncológicas) e em laboratórios de investigação científica.
Contatos → E-mail: bmjoaovictor@msn.com | Facebook


Entrevista

Por que escolheu a Perfusão/CEC?
João Victor - Escolhi a CEC pois se trata de uma área diferenciada, que não cai na rotina nunca, e uma das poucas da Biomedicina que trabalha diretamente com a cura. É simplesmente muito gratificante!

O profissional perfusionista precisa ter alguma habilidade ou diferencial para atuar na área?
João Victor - Sim, após a formação, o biomédico deve procurar imediatamente um curso de especialização devidamente reconhecido pelo MEC, com uma boa proposta de matriz curricular e quadro docente, além de uma expressiva carga horária prática. O biomédico em si tem que reunir qualidades como: ética, compromisso, responsabilidade, atenção e pulso firme. Estamos falando de um ambiente totalmente novo para o biomédico, que é acostumado com bancada de laboratório.

Qual é a sua avaliação para o mercado de trabalho atual?
João Victor - Atualmente o mercado de trabalho está muito sedento por profissionais bons e devidamente capacitados. São poucas as instituições que formam Perfusionistas e estas oferecem pouquíssimas vagas.

Conte um pouco sobre sua atividade e participação em cirurgias.
João Victor - Todo dia em que uma cirurgia está agendada, eu chego algumas horas antes para verificar material, exames do paciente e tudo que for necessário para a cirurgia começar. Essa vigilância é constante e fundamental. A cirurgia acontece, e cada procedimento é único. Quando se encerra o procedimento, mesmo após descartar meu material, o compromisso com o paciente ainda permanece: ficar atento aos seus parâmetros, levar para UTI, passar todos os detalhes para a equipe que cuidará do pós operatório, e continuar acompanhando até a sua alta. Isso serve tanto para aprimoramento do meu trabalho como também para ficar preparado para qualquer reabordagem, além de tornar mais humano a minha atividade. Considerando que ainda há as cirurgias de urgência ou emergência, eu tenho que ficar preparado pra tudo isso em qualquer dia ou qualquer hora!

Na sua opinião, quais as vantagens e desvantagens da CEC?
João Victor - As principais vantagens são as que já citei: não caímos na mesmice, todo dia é algo novo; trabalhamos com a cura, o que é algo gratificante; É uma área totalmente diferenciada, o que acaba abrindo muitas outras portas. Além disso, o Biomédico adquirir uma autonomia muito grande, para solicitar exames, analisar e tomar decisões, administrar medicamentos, etc. Já a principal desvantagem é o fato de não conseguirmos construir muitos planos pessoais, pois trabalhamos com cirurgia e muitas vezes não temos dia e hora para início nem término.

Considerações finais.
João Victor - Muitos admiram a Perfusão, porém grande parte fica apreensivo por se tratar no mínimo de uma área diferente. Entretanto, todos que ousam sair da zona de conforto têm grande chance de sucesso! Boa sorte a todos!

Comente!

Postagem Anterior Próxima Postagem
---
Manual da Coleta de Sangue Venoso
Adquira o seu exemplar
Seja um afiliado e venda o nosso manual - saiba como
---
---
Quer tirar fotos do microscópio com o seu celular?
Conheça o Citohelper
Utilize o cupom BIOMEDBRASIL e ganhe R$ 10 de desconto
---