Últimas Novidades

Por que o cabelo cresce mais do que o restante dos pelos? - Droplet Biomedicina Brasil


Garanta a sua

Por que os cabelos crescem muito mais do que os outros pelos do corpo?
Cada pelo do corpo, incluindo o cabelo, cresce a partir de uma estrutura chamada folículo capilar. O crescimento do cabelo e pelos se dá justamente pela formação de novas células novas, de vários tipos, as quais empurram células mais antigas para cima. Estas células empurradas formam assim o cabelo ou pelo.

O cabelo é formado basicamente por queratina, uma proteína. Há também no cabelo água e alguns lipídios. Sua estrutura é formada por três regiões, cutícula (formada por células ricas em queratina, formando escamas sobrepostas as quais conferem a proteção ao fio), córtex (mais interior, composta por células que conferem a elasticidade e resistência ao fio) e medula (responsável pela estrutura e sustentação do fio, com células específicas, vacuolizadas e com pouca queratina).

O Folículo capilar: estrutura em forma de bolsa, localizada na pele. Contém a raiz do fio de cabelo ou pelo. Possui diferentes tipos celulares, inclusive musculares (eriçando-os) e nervosas (coordenando os músculos eretores). Estima-se que haja cerca de 5 milhões de folículos capilares pelo corpo, exceto nas palmas das mãos e sola dos pés.

A diferença no crescimento entre os pelos e o cabelo baseia-se na diferença das fases de crescimento do cabelo. A primeira fase (chamada de anágena) mostra o crescimento do cabelo, durando até 6 anos. Esta fase determina o comprimento final do cabelo e pelo.


O folículo piloso. Sua estrutura complexa é formada por diversos tipos celulares. Compõe-se principalmente da porção produtora do fio, porém, também apresenta estruturas anexas como glândulas sebáceas e o músculo eretor.

O cabelo em microscopia eletrônica: podemos observar a cutícula, rica em queratina. Sua composição e estrutura a conferem grande resistência (Fonte: Microscope World Pic).

A segunda fase é conhecida por catágena, formada pela interrupção do crescimento e projeção da raiz capilar para o exterior da pele, aumentando levemente o comprimento do fio em questão. Então, a queda do fio cabelo encerra a fase, a qual pode durar até 3 meses. A última fase do crescimento é denominada telógena, ocorrendo a regeneração de um novo fio. Cada fio possui um período próprio de duração destas fases, o que garante que nem todos os fios caiam de uma vez.

O motivo para o cabelo crescer muito mais do que qualquer outro pelo corporal se dá pela genética das células que compõe o couro cabeludo. A programação genética destas células determina que fase anágena (de crescimento) do ciclo do crescimento do cabelo seja muito maior quando comparado ao observado nos pelos corporais. Entretanto, esta duração também pode variar entre as pessoas.

O crescimendo do cabelo por dia? 
0,5 mm/dia, ou 1,27 cm/mês, em média. 

Os pelos corporais por sua vez, mesmo que possuam as mesmas três fases de crescimento que o cabelo, possuem este processo todo contido em semanas. Esta mudança é vista como consequência do nosso bipedismo, ou seja, andar sobre dois apoios expõe muito mais a cabeça do que qualquer outra parte do corpo.

Os humanos se diferenciam de alguns animais que renovam a pelagem ciclicamente. Justamente pelo fato do ritmo de crescimento de cada pelo ou cabelo ser diferente um do outro, a renovação da cobertura por pelos é considerada perene, o que também poderia ser um produto de nossa evolução, uma vez que a proteção necessária ao ambiente em que passamos a viver é diferente (principalmente em relação ao controle térmico e proteção a possíveis arranhões).

Alguns genes relacionados ao crescimento dos pelos e cabelo já foram identificados. O gene denominado Lhx2, encontrado no cromossomo 9, é um dos componentes responsáveis pela formação das células no folículo capilar, encontrado no cromossomo 9. Ao codificar uma proteína denominada LIM/homeobox, a qual é responsável, dentre outras funções, como fator de transcrição de outros genes relacionado ao metabolismo de proteínas.

Estudos mais recentes mostram que este gene é muito mais ativo nas células-tronco do folículo capilar, células que virão a se tornar as células da matriz do bulbo capilar. Este gene se mostra necessário para o crescimento do cabelo, assim como para a estruturação do próprio folículo. Desta maneira, este gene regula a formação e crescimento do fio, desde as fases anteriores a da própria formação do fio.

Fontes:





Nenhum comentário