Últimas Novidades

Biomedicina e Psicobiologia

A Psicobiologia é uma área de estudo que busca desenvolver o conhecimento sobre as bases biológicas do comportamento. Analisa como o ambiente influi no organismo, os processos psicológicos e quais aspectos estariam ligados ao genes.

As primeiras pesquisas sobre o comportamentalismo começaram com Ivan Petrovich Pavlov (1849-1936), que possibilitaram descobertas no âmbito da fisiologia e mais tarde foram estudadas no âmbito da psicologia. Estudando o comportamento de cães, Pavlov afirmava que tudo o que aprendemos relaciona-se com o modo em que os estímulos produzem as respostas. Posteriormente, novos pesquisadores como John Broadus Watson (1878-1958) e Burrhus Frederic Skinner (1904-1990) desenvolveram teorias mais aprofundadas sobre as reações emocionais a partir da influência do ambiente ou com testes realizados em animais. Atualmente, novos mecanismos neurobiológicos são desvendados baseados nesses e em outros estudos comportamentais.

A investigação das neurociências iniciou-se com Eric Richard Kandel (1929), através da Aplysia californica, que revelou aspectos fundamentais no processo de formação de memórias. Kandel acredita que a integração da psiquiatria com a biologia molecular trará uma compreensão mais completa da mente humana e estratégias terapêuticas mais eficazes.

Imagem: Ivan Dimkovic.

Somando-se conhecimentos de diversas ciências como a física, química, biologia e psicologia, a psicobiologia permitiu o estudo dos processos fisiológicos do organismo. Assim, tenta explicar como os sistemas nervoso, endócrino, circulatório e imunológico estão relacionados ao comportamento, atenção, emoções, memória, cognição, aprendizagem. entre outros. A influência de drogas sobre o organismo, além de doenças mentais como esquizofrenia, também são estudadas nesta área.

Teoria

A habilitação em Psicobiologia deve proporcionar ao biomédico conhecimentos sobre os diversos aspectos do sistema nervoso, como função, desenvolvimento, anatomia, doença, genética, processos farmacológicos e químicos, com o objetivo da compreensão mais profunda do comportamento cognitivo.

As principais disciplinas estudadas durante a especialização são:

→ Neuroanatomia: estrutura do sistema nervoso;
→ Neuroquímica: bases químicas da atividade neuronal;
→ Neuroendocrinologia: interações entre o sistema nervoso e o sistema endócrino;
→ Neuropatologia: doenças do sistema nervoso;
→ Neurofarmacologia: efeitos das drogas no organismo;
→ Neurofisiologia: funções e atividades do sistema nervoso.

Resoluções

Para habilitação em Psicobiologia, os biomédicos devem realizar cursos de pós-graduação lato sensu ou strictu sensu, reconhecidos pelo MEC.

Assim, para inclusão da habilitação conforme o Conselho Regional de Biomedicina, o profissional biomédico deverá obter sua experiência comprovada das seguintes maneiras: pelos cursos de pós-graduação, na conclusão da graduação (via estágio supervisionado de 500 horas) e nas residências multi-profissionais ou biomédicas, mediante comprovação de tempo de atuação ou residência.


Prática

A psicobiologia é definida como uma disciplina científica que estuda os mecanismos genéticos e neuroendócrinos que afetam o comportamento, a influência do sistema nervoso central na conduta, as alterações fisiológicas que determinam uma conduta específica e o homem como unidade biopsicossocial. A atuação do profissional habilitado é bem abrangente, sendo as grandes áreas de atuação:

→ Psicologia fisiológica: estuda os mecanismos neurológicos do comportamento através de alterações cerebrais induzidas por cirurgias, estimulações elétricas ou por testes em animais de laboratório.

→ Psicofarmacologia: estuda a manipulação nervosa pela utilização de drogas e substâncias psicoativas. Os medicamentos são usados ​​para demonstrar a relação entre cérebro e comportamento.

→ Neuropsicologia: estuda a relação entre cérebro e comportamento, tanto em indivíduos saudáveis ​​quanto em indivíduos com danos cerebrais Envolve os processos mentais de memória, pensamento, linguagem, funções, habilidades motoras mais complexas e percepção.

→ Psicologia comparada: estuda a biologia comportamental, quando diferentes espécies têm seus padrões de ação e adaptabilidade comparados. Pode ser aplicada em laboratório ou no ambiente natural.

→ Neurociência cognitiva: estuda a atividade cerebral por imagens funcionais do órgão. É a mais recente atividade de pesquisa e utiliza imagens funcionais do cérebro obtidas com registros eletrofisiológicos não-invasivos.

Perspectiva da carreira

Como a grande maioria dos biomédicos habilitados em Psicobiologia atuam na pesquisa e extensão, é o valor médio de remuneração para a área é indefinido. A importância de pesquisas e o vínculo do profissional com as instituições definirão o desenvolvimento da carreira.