Últimas Novidades

Por que algumas vacinas são administradas em gotas e outras apenas injetadas?

A vacinação é o método mais eficaz para a prevenção de doenças infecciosas. Algumas doenças que são contraídas através do trato gastrointestinal apresentam vacinas administradas via oral, como no caso da poliomelite. Porém, vacinas para outras doenças são apresentadas somente em forma injetável.


A diferença da administração tem íntima relação com a estratégia de imunização. As vacinas por gotas estimulam a produção de anticorpos através do tipo de vacina chamada atenuada, a qual consiste em uma forma muito pouco virulenta do agente etiológico, simulando a infecção no próprio trato gastrointestinal.

Vacinas preparadas para aplicação injetável podem ser de vários tipos, incluindo a forma inativada (agente infeccioso morto), conjugada (mais imunogênica), combinada (apresenta mais de um tipo de agente etiológico) ou recombinante (contém o agente infeccioso produzido em laboratório, não provocando a doença).

Preparações injetáveis normalmente são aplicadas via sub-cutânea ou intramuscular. A via utilizada depende da característica química da preparação, necessidade de velocidade de absorção pelo organismo ou volume aplicado. Exemplos deste tipo de vacina são para a febre amarela e a DTPa (Tétano, Difteria e Pertusis), via sub-cutânea e intramuscular, respectivamente.

Especial Droplet Biomedicinca Brasil #2

Nenhum comentário