Últimas Novidades

O exame de Lactato Desidrogenase (LDH)

A enzima Lactato Desidrogenase (LDH) é encontrada em quase todas as células do corpo, incluindo sangue, músculos, fígado, cérebro, coração, rins e pâncreas. Está envolvida no processo de transformação da glicose em energia.


O exame de LDH procura sinais de danos nos tecidos do corpo, verificando a sua quantidade no sangue ou outro fluido corporal. Quando as células são danificadas ou destruídas, esta enzima é liberada na porção fluida do sangue (soro ou plasma) e líquidos corporais, como urina e líquido cefalorraquidiano (LCR), por exemplo.

Os danos teciduais, como inflamações, infecções ou condições mais severas como anemias, doença renal e doença hepática são as principais suspeitas quando o exame é solicitado. Também pode ser útil para monitorar a progressão de uma doença ou tratamento, com avaliações periódicas.

A reação pode ocorrer em duas direções, dependendo das condições apresentadas. Em aerobiose, não há formação de lactato, pois as células oxidam NAD+ em NADH e o piruvato em CO₂ e H₂O. Na anaerobiose, o piruvato é reduzido a lactato pela NADH, resultando em NAD+.


Resultados que apresentam níveis mais elevados de LDH no sangue podem indicar danos a um tecido, se uma doença está piorando ou se um tratamento está sendo efetivo. Como a LDH possui cinco formas de isoenzimas (LDH-1 a LDH-5) encontradas em diferentes locais do corpo, analisá-las pode auxiliar no esclarecimento do tecido ou órgão acometido. Outros testes que determinam a função hepática, como a transaminase glutâmica pirúvica (TGP), transaminase glutâmica oxalacética (TGO) e fosfatase alcalina (FAL) podem ser adicionalmente solicitados.

Níveis de LDH inferiores ao normal geralmente não são considerados preocupantes e são mais raros. As principais manifestações clínicas nos pacientes são fadiga e dor muscular, pois a deficiência afeta o mecanismo da reação para produzir energia.

Apesar de anormais, níveis altos e baixos de LDH no sangue nem sempre correspondem a um problema de saúde. A condição pode ser resultado de uma dieta rica em vitamina C, exercícios extenuantes, uso de medicamentos ou armazenamento da amostra analisada em temperatura inapropriada. Em alguns casos, a LDH apresenta-se alta se a contagem de plaquetas for superior ao normal.

Nenhum comentário