5.7.17

Ideia legislativa para a criação do piso salarial biomédico

De acordo com a legislação trabalhista, o empregador não pode pagar um salário inferior ao piso nacional de uma categoria. O piso salarial é o menor salário da categoria profissional estabelecido por sindicatos, sempre superior ao salário mínimo nacional ou estadual, se houver.

O processo, chamado de negociação coletiva, estabelece normas e compromissos entre as partes envolvidas e deve ser respeitado durante sua vigência. O valor do piso salarial pode variar conforme o estado, cidade ou empresa, pois tem validade somente para os trabalhadores abrangidos no documento.

A grande vantagem de uma categoria possuir piso salarial é a possibilidade de ter um valor salarial mínimo para o exercício da atividade profissional. Também diminui a rotatividade da mão de obra, porque desestimula dispensas do empregador para substituição por trabalhadores com salários menores na mesma categoria.


Baseando-se nesses conceitos, o biomédico Francis Dias (Salvador - BA) criou a ideia legislativa que possibilita o debate sobre a criação de um piso salarial para os biomédicos. A classe biomédica sempre esteve na luta por um valor justo e condizente com suas atividades, mas as conversas nunca avançaram.

Se o projeto receber o apoio mínimo de 20 mil pessoas até o dia 2 de agosto de 2017, será encaminhado aos senadores para uma discussão mais aprofundada. No documento, o autor propõe o valor de R$ 4.800,00 por uma jornada de trabalho de 30 horas semanais, destacando a qualidade profissional e a importância de biomédicos nos serviços de saúde. Para apoiar a ideia, acesse o link, vote e compartilhe!



COMPARTILHE

Autor(a):

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

0 comentários: