18.1.17

A centrífuga mais barata do mundo

Uma ferramenta encontrada em ruínas arqueológicas de 3.300 a.C. intrigou cientistas da Universidade de Stanford. O que aparentemente era usado como brinquedo por crianças na época, hoje pode ter extrema importância na área médica.

Liderados por Manu Prakash, os pesquisadores decifraram como o mecanismo funciona: composto principalmente por um disco de papel cartão e fios, o disco consegue atingir uma velocidade de rotação muito alta. Após pequenos ajustes, eles acreditam que o dispositivo econômico pode ser aplicado para centrifugar amostras de sangue, urina, escarro e fezes.

Paperfuge, desenvolvida por cientistas da Universidade de Stanford.

Batizado de "paperfuge", a centrífuga custa 20 centavos de dólar e pesa apenas 2 gramas. Entre as melhorias realizadas pela equipe, foram inseridos pequenos canudos, que servem como suporte para os tubos das amostras.

Para funcionar, basta que o utilizador realize o movimento de enrolar e desenrolar do fio. Com gasto mínimo, o grupo de cientistas conseguiu que o pequeno dispositivo atingisse a velocidade de 125.000 RPM.

O instrumento seria muito útil em laboratórios de países mais pobres, que possuem baixa acessibilidade à eletricidade, pouco espaço físico e que necessitam de centrífugas eficazes para auxiliar no diagnóstico de doenças.

Manu Prakash afirma que modelos mais avançados da "paperfuge" já podem ser fabricados por impressoras 3D e que solicitou ao Guinness Book para reconhecer o equipamento como dispositivo giratório manual mais rápido do mundo.

Assista ao vídeo produzido pela Universidade de Stanford, que explica sobre a descoberta:



COMPARTILHE

Autor(a):

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

0 comentários: