Bioquímica

Recomendações sobre a normatização para determinação do perfil lipídico

O documento sobre as recomendações gerais do Consenso Brasileiro para a Normatização da Determinação Laboratorial do Perfil Lipídico já está disponível para os laboratórios de todo o país. A nova determinação trata principalmente da dispensa de jejum de 12 horas nos seguintes exames de perfil lipídico: Colesterol Total (CT), LDL-C, HDL-C, Não HDL-C e Triglicérides (TG).


Elaborada em conjunto pela Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (ABRAMED) e pelas Sociedades Brasileiras de Cardiologia/Departamento de Aterosclerose (SBC/DA), Análises Clínicas (SBAC), Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML), Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e Diabetes (SBD), a revisão apresenta valores referenciais do perfil lipídico para adultos e crianças nos casos em que há ou não jejum prévio.

Exceto alguns casos específicos mencionados no documento, a não obrigatoriedade do jejum é justificada pelas metodologias modernas utilizadas atualmente nos laboratórios clínicos, nas quais refeições comuns sem sobrecarga de gordura não alteram significantemente o resultado do exame.

De acordo com os autores, o consenso ainda auxilia na organização do fluxo de pacientes nos locais de coleta, evitando períodos excessivamente movimentados no início da manhã. Além disso, a coleta no período pós-prandial é mais segura em pacientes com uso de insulina (risco de hipoglicemia alto por jejum prolongado), gestantes, crianças e idosos.

Para adaptação da prática, que já é realizada nos Estados Unidos, Canadá e em países da Europa, o documento também fornece recomendações para o atendimento do paciente no laboratório clínico, modelo do laudo laboratorial e aplicação de fórmulas para a dosagem de LDL-C.

Clique aqui e obtenha o documento na íntegra.


Fonte: Sociedade Brasileira de Análises Clínicas - SBAC

Artigo por: Raphael Gonçalves Nicésio

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia.

0 comentários:

Postar um comentário

2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.