Embriologia

Dispositivo AneVivo permite fecundação e desenvolvimento do embrião no útero materno

Nasceu o primeiro bebê na Espanha proveniente da nova técnica de fecundação natural, chamada AneVivo. Uma das pioneiras nesse tratamento, a clínica do grupo de reprodução humana IVI Bilbao utiliza um dispositivo que possibilita a fecundação e o desenvolvimento do embrião in vivo, por meio de uma cápsula porosa no útero da mãe. A técnica é um processo mais natural do que o procedimento in vitro realizado no laboratório de reprodução humana.

Dispositivo AneVivo (Foto: IVI Bilbao).

Este método permite que o embrião seja fecundado e se desenvolva desde suas primeiras horas no seu meio ambiente, com as mesmas condições de luz, temperatura e nutrientes que teria se tivesse sido concebido de forma natural. Do ponto de vista psicológico, permite aos pais estarem mais próximos ao processo de reprodução assistida”, explica o dr. Marcos Fernando, diretor médico do IVI Bilbao.

A AneVivo foi desenvolvida pela empresa suíça Anecova e selecionada como tecnologia pioneira em 2008 pelo Fórum Econômico Mundial. No processo, os óvulos e espermatozoides unidos são introduzidos em um dispositivo intrauterino para que haja a fecundação e posterior desenvolvimento embrionário, em oposição a uma incubadora convencional. Após um período, o dispositivo é retirado para a seleção dos melhores embriões ou embrião, e estes são introduzidos novamente no útero materno para sua implantação.

"A tecnologia possibilita a passagem de fluidos, nutrientes e outros componentes celulares e não celulares através de uma membrana porosa que facilita a interação entre embriões e entorno materno de um modo mais fisiológico. Estamos orgulhosos do nascimento desse primeiro bebê com a ajuda de uma de nossas clínicas. Os resultados do tratamento foram validados no IVI Bilbao e ali já está sendo oferecido aos nossos pacientes, porém no Brasil ainda não temos uma data para trazer esta nova tecnologia", comenta a drª. Genevieve, diretora clínica do IVI Salvador.

O presidente e fundador da Anecova, Martin Velasco, afirma que a empresa iniciará a comercialização da tecnologia Anevivo em determinados centros de prestígio internacional, e a clínica IVI Bilbao se tornou um centro de excelência para os procedimentos de fecundação natural em reprodução humana.

Sobre o IVI

Com sede em Valência, na Espanha, o Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI) iniciou suas atividades em 1990. Possui mais de 50 clínicas em 11 países, incluindo Brasil, e é líder em medicina reprodutiva. O grupo conta com uma Fundação, um programa de Docência e Carreira Universitária.

Artigo por: Raphael Gonçalves Nicésio

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia.

0 comentários:

Postar um comentário

2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.