06 maio, 2016

Reprogramação de células da pele para produzir óvulos e espermatozoides

Após cinco anos de estudo, a pesquisa que conseguiu identificar marcadores compatíveis com as células germinais (óvulos e espermatozoides) foi publicada na revista Scientific Reports, do conceituado grupo Nature. Desenvolvida pela Fundação IVI em colaboração com a Universidade de Standford, seus resultados podem criar alternativas para casos de pessoas que não podem produzir seus próprios gametas.


A pesquisa faz parte de um projeto a longo prazo, inspirada no princípio de reprogramação celular que deu o prêmio Nobel de Medicina em 2012 para John Gurdon e Shinya Yamanaka. Por meio da reprogramação celular direta, os cientistas conseguiram transformar células da pele em precursoras de células germinais.

Para a obtenção de espermatozoides e óvulos a partir da pele, os pesquisadores espanhóis utilizaram a estimulação de um coquetel de genes específicos, desencadeando a transformação de células adultas, com seus cromossomos reduzidos à metade após a meiose, e então se transformando nos marcadores genéticos e epigenéticos próprios das células germinais.

Ainda que recente em humanos, a pesquisa já exibe resultados positivos em camundongos. A comprovação desses resultados promissores constitui um passo importante para a pesquisa com células humanas e para a criação de gametas in vitro para a espécie.

O que queremos é conseguir manipular as células da pele geneticamente para conseguir que uma pessoa que não tem espermatozoides ou óvulos próprios, possa obtê-los para ter filhos geneticamente próprios”, explica a Dra. Genevieve Coelho, diretora da clínica de reprodução humana IVI Salvador, que é parte do grupo responsável pelo estudo.

Sobre o IVI

Com sede em Valência, na Espanha, o Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI) iniciou suas atividades em 1990. Possui mais de 50 clínicas em 11 países, incluindo Brasil, e é líder em medicina reprodutiva. O grupo conta com uma Fundação, um programa de Docência e Carreira Universitária.

Artigo original: Medrano, J. V. et al. Human somatic cells subjected to genetic induction with six germ line-related factors display meiotic germ cell-like features. Sci. Rep. 6, 24956; doi: 10.1038/srep24956 (2016).

COMPARTILHE

Autor(a):

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.