Microbiologia

Os principais patógenos e meios de cultura na microbiologia clínica

Os meios de cultura utilizados na microbiologia clínica são selecionados de acordo com os agentes patogênicos pesquisados nas amostras. No entanto, podem haver diferenças na semeadura porque alguns meios permitem o crescimento de uma ampla variedade de micro-organismos, enquanto outros são mais específicos para determinados gêneros e espécies. Além disso, existem amostras clínicas que necessitam de transporte em meios especiais ou incubação prévia para posterior semeadura.


Os tipos de meios empregados devem ser adaptados para cada laboratório de acordo com as condições locais. O grupo microbiano também pode variar segundo a região, dependendo da capacidade laboratorial e dos recursos disponíveis. Confira abaixo os principais micro-organismos pesquisados em cada tipo de amostra e os meios de cultura mais utilizados.


SANGUE

Micro-organismos esperados
Bacteroides fragilis
Brucella
Burkholderia pseudomallei
Candida albicans
Cryptococcus neoformans
Haemophilus influenzae
Neisseria meningitidis
Não-fermentadores
Enterobacteriaceae
Pseudomonas aeruginosa
Salmonella typhi e não-typhi
Staphylococcus aureus
Streptococci (S. pyogenes, S. pneumoniae, streptococci viridans)

Meios de cultura
⊳ Caldo de soja tripticaseína (Tryptic Soy Broth - TSB);
⊳ Caldo infusão de cérebro e coração (Brain Heart Infusion - BHI);
⊳ Frascos comerciais para hemocultura.

O TSB pode ser substituído por qualquer meio de enriquecimento, como o BHI ou outro meio de cultura que forneça condições para o crescimento de bactérias anaeróbias (caldo tioglicolato, por exemplo).

Meios de isolamento
⊳ Ágar Sangue;
⊳ Ágar Chocolate;
⊳ Ágar MacConkey.


LÍQUOR

Micro-organismos esperados
Cryptococcus neoformans
Enterobacteriaceae
Haemophilus influenzae
Listeria monocytogenes
Mycobacterium tuberculosis
Neisseria meningitidis
Streptococcus agalactiae
Streptococcus pneumoniae

Meios de cultura e isolamento
⊳ Ágar Sangue;
⊳ Ágar Chocolate;
⊳ Ágar MacConkey;
⊳ Löwenstein–Jensen;
⊳ Ágar Sabouraud.


URINA

Micro-organismos esperados
Candida albicans
Enterococci
Escherichia coli
Mycobacterium tuberculosis
Enterobacteriaceae
Staphylococci
Pseudomonas
Não fermentadores
Staphylococcus saprophyticus

Meios de cultura e isolamento
⊳ Ágar Sangue;
⊳ Ágar MacConkey;
⊳ Ágar eosina azul de metileno (Eosin Methylene Blue agar - EMB);
⊳ Ágar de cistina lactose deficiente em eletrólitos (Cystine Lactose Electrolyte Deficient agar - CLED);
⊳ Meios comerciais cromogênicos.


FEZES

Micro-organismos esperados
Aeromonas
Plesiomonas
Campylobacter spp.
Escherichia coli (enteropatogênica, enterotoxigênica, enteroinvasiva e enterohemorrágica)
Salmonellae spp. não-typhi
Edwardsiella
Salmonella typhi e paratyphi
Shigella
Vibrio cholerae sorogrupo O1
Vibrio não-colérico
Yersinia enterocolitica

Meios de transporte
⊳ Meio Cary–Blair;
⊳ Salina glicerinada tamponada (não recomendada para Vibrio ou Campylobacter).

Meios de enriquecimento
⊳ Caldo selenito;
⊳ Água peptonada alcalina.

Meios de isolamento
⊳ Ágar Salmonella-Shigella;
⊳ Ágar desoxicolato-lisina-xilose (Xylose Lysine Deoxycholate agar - XLD);
⊳ Ágar MacConkey;
⊳ Ágar de tiossulfato, citrato, bile e sacarose (Thiosulfate Citrate Bile Salts Sucrose agar - TCBS);
⊳ Ágar Campylobacter (Skirrow);
⊳ Ágar Columbia;
⊳ Qualquer meio com sangue hemolisado suplementado com antibióticos ou com base de carvão.


TRATO RESPIRATÓRIO SUPERIOR

Micro-organismos esperados
Candida albicans (orofaringe)
Corynebacterium diphtheriae (faringe e nariz)
Haemophilus influenzae (ouvido e seios nasais)
Moraxella catarrhalis (ouvido e seios nasais)
Staphyloccoccus aureus (ouvido e seios nasais)
Streptococcus pneumoniae (ouvido e seios nasais)
Streptococcus pyogenes (faringe)
Neisseria meningitidis
Pseudomonas

Meios de cultura e isolamento
⊳ Ágar Sangue;
⊳ Ágar Chocolate;
⊳ Ágar MacConkey;
⊳ Ágar Thayer–Martin modificado (para gonococo e meningococo).


TRATO RESPIRATÓRIO INFERIOR

Micro-organismos esperados
Candida albicans
Enterobacteriaceae
Haemophilus influenzae
Klebsiella pneumoniae
Moraxella catarrhalis
Mycobacterium tuberculosis
Staphylococcus aureus
Streptococcus pneumoniae

Meios de cultura e isolamento

⊳ Ágar Sangue;
⊳ Ágar Chocolate;
⊳ Ágar MacConkey;
⊳ Löwenstein–Jensen;
⊳ Ágar Sabouraud.


TRATO UROGENITAL

Micro-organismos esperados
Candida albicans (análise microscópica)
Gardnerella vaginalis (análise microscópica)
Treponema pallidum (microscopia de campo escuro)
Chlamydia trachomatis
Haemophilus ducreyi
Neisseria gonorrhoeae

Meios de transporte
⊳ Meio Amies;
⊳ Meio Stuart.

Meios de cultura e isolamento
⊳ Ágar Thayer–Martin modificado;
⊳ Ágar New York City (NYC);
⊳ Ágar Mueller–Hinton com sangue de cavalo achocolatado (vancomicina e outros aditivos para H. ducreyi).


SECREÇÕES E EXSUDATOS

Micro-organismos esperados
Bacillus anthracis
Bacteroides
Anaeróbios estritos
Clostridium perfringens
Enterobacteriaceae
Mycobacterium tuberculosis
M. ulcerans
Mycobacterium spp.
Pasteurella multocida
Pseudomonas
Não-fermentadores
Staphylococcus aureus
Streptococcus pyogenes
Streptococcus (outras espécies)

Meios de cultura e isolamento
⊳ Ágar Sangue;
⊳ Ágar MacConkey;
⊳ Ágar sal manitol;
⊳ Caldo tioglicolato (com indicador);
⊳ Caldo de soja tripticaseína (Tryptic Soy Broth - TSB).


Fonte: Basic laboratory procedures in clinical bacteriology.

Artigo por: Raphael Gonçalves Nicésio

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia.

0 comentários:

Postar um comentário

2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.