Downloads

O que é um cariótipo?

O cariótipo é um perfil cromossômico organizado, no qual dois cromossomos especificam o gênero - XX para feminino e XY para masculino. Os cromossomos restantes são dispostos em pares, numerados de 1 a 22, do maior ao menor. Esta disposição auxilia os cientistas na identificação de alterações cromossômicas que podem resultar em uma anormalidade genética.


A análise cromossômica ou cariótipo pode ser realizada em cromossomos obtidos a partir de células nucleadas originadas de diferentes tecidos, submetidos a métodos de preparação citológica direta ou a técnicas de cultivo em laboratório.

A escolha entre os diferentes tecidos (sangue periférico, sangue fetal, líquido amniótico, material de aborto, medula óssea e tumores sólidos) depende da indicação clínica. O cariótipo é montado após pareamento dos cromossomos homólogos, de acordo com o tamanho e padrão de bandas, segundo o Sistema Internacional de Nomenclatura para Citogenética Humana.

Cariótipo humano.

As anormalidades cromossômicas são responsáveis por 60 ou mais síndromes genéticas identificáveis, como, por exemplo, a síndrome de Down (trissomia do cromossomo 21). Estima-se que 50% dos abortos espontâneos de primeiro trimestre de gestação e 0,06% dos natimortos apresentem alguma anomalia cromossômica.

As trissomias dos cromossomos 16, 21, 18 e 13, a monossomia do X e a triploidia são as anomalias mais frequentes em abortos espontâneos. As principais anomalias autossômicas em recém-nascidos vivos são as trissomias dos cromossomos 21 (síndrome de Down), 18 (síndrome de Edwards) e 13 (síndrome de Patau); dos cromossomos sexuais, são 45,X (síndrome de Turner), XXX (triplo X) e XXY (síndrome de Klinefelter); e ainda anomalias estruturais equilibradas e não-equilibradas.

Artigo por: Raphael Gonçalves Nicésio

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia.

0 comentários:

Postar um comentário

2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.