Hematologia

Morfologia eritrocitária

Eritrócitos normais (Imagem: Wikipedia),
Os eritrócitos são discos bicôncavos com uma área de "palidez" central e, sob condições normais, apresentam-se com o mesmo tamanho (aproximadamente 7,5µm). Quando a morfologia dos eritrócitos não está alterada, relata-se que são normocíticos (tamanho normal) e normocrômicos (quantidade de hemoglobina e coloração normais).

Algumas alterações são bem comuns em determinadas situações, mas outras estão associadas às anemias e outras desordens, o que permite classificá-las segundo a morfologia e distribuição destas células.



Microcitose
Morfologia: diminuição do tamanho dos eritrócitos, geralmente menores do que 7µm de diâmetro. O núcleo de um pequeno linfócito (±8µm) é um bom parâmetro para o tamanho de um eritrócito.
Possíveis causas:
Anemia ferropriva;
Talassemia;
Anemia sideroblástica;
Envenenamento por chumbo;
Anemia de doença crônica.

Imagem: Wikipedia.

Macrocitose
Morfologia: aumento do tamanho dos eritrócitos. Geralmente são maiores que 9µm de diâmetro. Quanto à forma, podem ser redondos ou ovais e o diagnóstico ser diferente em cada caso.
Possíveis causas:
Deficiência de folato e vitamina B12 (oval);
Álcool (redondo);
Doença hepática (redondo);
Reticulocitose (redondo).

Imagem: Wikipedia.

Hipocromasia
Morfologia: aumento na "palidez" central dos eritrócitos, ocupando mais de um terço do diâmetro normal da célula.
Possíveis causas:
Deficiência de ferro;
Talassemia;
Qualquer condição que conduza à Microcitose.

Imagem: Wikipedia.

Policromasia
Morfologia: a coloração dos eritrócitos exibem tons de azul/cinza como consequência de captação de eosina (pela hemoglobina) e corantes básicos (por RNA ribossômico residual). Muitas vezes, são ligeiramente maiores do que as células vermelhas normais e têm formas redondas.
Possíveis causas:
Reticulocitose (sangramento, hemólise ou resposta à substituição do fator hematínico).

Imagem: Wikipedia.

Anisocitose
Morfologia: aumento na variabilidade de tamanhos dos eritrócitos em uma mesma amostra de sangue. A variação no tamanho dos eritrócitos é medida pela distribuição da largura dos eritrócitos (RDW).
Possíveis causas:
Álcool;
Deficiência de ácido fólico;
Anemia hemolítica;
Anemia ferropriva;
Anemia perniciosa;
Anemia falciforme.

Imagem: Wikipedia.

Formação em Rouleaux
Morfologia: aglomerações de eritrócitos que se assemelham a pilha de moedas.
Possíveis causas:
Hiperfibrinogenemia;
Hiperglobulinemia.

Imagem: Wikipedia.

Aglutinações
Morfologia: aglomerados irregulares de eritrócitos.
Possíveis causas:
Crioglobulinas;
Hemólise auto-imune.

Imagem: Wikipedia.

Poiquilocitose
Os eritrócitos apresentam variação na forma com algumas distorções. Alguns poiquilócitos podem indicar casos de anemias.

Esferócitos
Morfologia: os eritrócitos possuem forma mais esférica. Geralmente são menores do que um eritrócito normal.
Possíveis causas:
Esferocitose hereditária;
Anemia hemolítica imune;
Síndrome de Zieve;
Anemia hemolítica microangiopática.

Imagem: Wikipedia.

Codócitos
Morfologia: os eritrócitos possuem um aumento de coloração na área de "palidez" central.
Possíveis causas:
Doença hepática obstrutiva;
Deficiência severa de ferro;
Talassemia;
Hemoglobinopatias (S e C);
Pós esplenectomia.

Imagem: Wikipedia.

Ovalócitos
Morfologia: os eritrócitos possuem forma oval.
Possíveis causas:
Talassemia major;
Ovalocitose hereditária;
Anemia falciforme.

Imagem: Wikipedia.

Eliptócitos
Morfologia: os eritrócitos possuem forma elíptica. A parte mais longa geralmente é o dobro da mais curta.
Possíveis causas:
Eliptocitose hereditária;
Anemia megaloblástica;
Deficiência de ferro;
Talassemia;
Mielofibrose.

Imagem: Wikipedia.

Dacriócitos
Morfologia: os eritrócitos possuem forma de lágrima ou pêra.
Possíveis causas:
Fibrose da medula óssea;
Anemia megaloblástica;
Deficiência de ferro;
Talassemia.

Imagem: Wikipedia.

Esquizócitos
Morfologia: os eritrócitos apresentam-se em forma fragmentada.
Possíveis causas:
Coagulação intravascular disseminada;
Anemia hemolítica microangiopática.

Imagem: Wikipedia.

Estomatócitos
Morfologia: os eritrócitos possuem uma fenda linear central ou estoma (boca).
Possíveis causas:
Excesso de álcool;
Doença hepática alcoólica;
Estomatocitose hereditária;
Esferocitose hereditária.

Imagem: Wikipedia.

Equinócitos
Morfologia: os eritrócitos são uniformemente espaçados e têm projeções na sua superfície de forma regular.
Possíveis causas:
Anemia hemolítica;
Uremia;
Queimaduras graves;
Doença hepática;
Anemia megaloblástica.

Imagem: Wikipedia.

Acantócitos
Morfologia: os eritrócitos são irregularmente espaçados e têm projeções largas, Podem conter extremidades arredondadas.
Possíveis causas:
Doença hepática;
Pós esplenectomia;
Anorexia nervosa e fome.

Imagem: Wikipedia.

Drepanócitos
Morfologia: os eritrócitos têm forma de foice.
Possíveis causas:
Doença da hemoglobina S.

Imagem: Wikipedia.

Excentrócitos
Morfologia: os eritrócitos têm a hemoglobina concentrada em um dos pólos.
Possíveis causas:
Oxidação da membrana celular.

Imagem: Wikipedia.

Queratócitos
Morfologia: os eritrócitos apresentam uma marca em forma de "mordida" no envoltório celular ou projeções no mesmo lado da célula.
Possíveis causas:
Anemia hemolítica angiopática;
Outras anemias hemolíticas.

Imagem: Wikipedia.

Artigo por: Raphael Gonçalves Nicésio

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia.

0 comentários:

Postar um comentário

2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.