Pular para o conteúdo principal

Curso de aperfeiçoamento em Microbiologia Clínica

Com o objetivo de atender aos profissionais que já atuam em laboratórios de Microbiologia Clínica ou que querem se atualizar, a Formato Clínico está organizando o curso de aperfeiçoamento em Microbiologia Clínica, que será realizado em Goiânia - GO.

Objetivo do curso

Com uma visão prática este curso tem como objetivo realizar uma reciclagem sobre as rotinas mais frequentes realizadas no laboratório de Microbiologia e atualizar o profissional com as ultimas tendências. Discutir a inserção do conceito de qualidade no laboratório para cada rotina.

Conteúdo do curso

● Coleta dos diferentes exames de microbiologia incluindo coleta para fungos.
● Metodologias apropriadas para realizar:
● Urocultura, cultura de Trato respiratório superior e inferior, Hemoculturas, Culturas de pele, cultura de trato genital, entre outras.
● Métodos de Identificação dos principais grupos de microrganismos, bactérias e fungos.
● Teste de sensibilidade aos antimicrobianos – Como devo fazer, Interpretação do resultado, resistência bacteriana
● Gestão da Qualidade no laboratório de Microbiologia- controle de qualidade externo, interno.
● Validação da verificação de métodos
● Biossegurança – importância das barreiras, o que a legislação exige, como contemplar isso em uma área física nova ou antiga.


Professores ministrantes

Carmen Paz OplustilBiomédica, mestre em Microbiologia pelo ICB-USP de São Paulo com ampla experiência na rotina de microbiologia. Trabalhou no laboratório Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP no Setor de Microbiologia e no Setor de Microbiologia do laboratório Fleury por vários anos. Hoje é diretora da Formato Clínico onde é responsável pela área de educação continuada por executar projetos de otimização de processos e assessoria do sistema de gestão da qualidade em especial na área técnica com foco em Microbiologia.

Célio de Faria Junior – Farmacêutico-bioquímico especialista em microbiologia clínica, mestre do programa de biologia microbiana IB/UNB. Microbiologista chefe do núcleo de bacteriologia da GBM/LACEN-DF.

Informações gerais
Carga horária: 24 horas
Horário: 9 às 18h
Data: 06, 07 e 08 de Agosto de 2015
Nº de Vagas: 32
Endereço: CEAFI - Pós Graduação. Rua T 28, nº 1.806, setor Bueno – Goiânia (GO).
Site do curso: Formato Clínico.
Contatos: formatoclinico@formatoclinico.com.br | Telefone: (11) 3528-7405 ramal 6913.

Investimento: R$ 600,00

Pagamento:
– Pagamento à vista até 22/07/15, receberá 5% de desconto.
– O valor do investimento poderá ser parcelado, até 30/07/15, em 2 vezes iguais (2x R$300,00)
– Para grupos com 3 ou mais pessoas inscritas: 10% de desconto por inscrição.
*Os descontos não são cumulativos

Comentários

Artigos populares

Tubos para coleta de sangue

Os tubos de coleta de sangue são estéreis, feitos de vidro ou plástico e alguns possuem vácuo. Comumente utilizados em punções venosas, eles são projetados para a coleta, transporte e processamento das amostras.

O interior destes tubos pode ser revestido com anticoagulantes e as vedações preservam a integridade da amostra até a chegada ao laboratório. Embora não seja necessário ao coletor conhecer todos os detalhes sobre os procedimentos analíticos dos testes hematológicos, é essencial conhecer o tipo de amostra necessária para cada análise.


Tipo de Análise - Tipo de Amostra Bioquímica e Sorologia - Soro ou plasma Hematologia - Sangue total com EDTA Glicemia - Plasma com fluoreto de sódio Coagulação - Plasma com citrato de sódio
Tubos para coleta
A amostra deve ser coletada em tubos específicos para cada tipo de análise, sendo de extrema importância conhecê-los para a realização correta do exame. O material colhido em recipiente inadequado será rejeitado e descartado pelo laboratório p…

Conheça os principais meios de cultura

O crescimento dos microrganismos nos diferentes meios de cultura utilizados fornece as primeiras informações para a sua identificação. É importante conhecer o potencial de crescimento de cada meio de cultura e adequar ao perfil bacteriano esperado para cada material.


Alguns procedimentos são essenciais na hora da preparação de cada meio de cultura para a obtenção de melhores resultados e evitar contaminações, como nos diferentes casos: quando distribuir o meio antes de autoclavar, os tubos não precisam estar esterilizados; quando distribuir o meio após a autoclavação, os tubos, frascos, placas, pipetas e vidrarias ou materiais auxiliares obrigatoriamente devem ser estéreis e os meios devem ser autoclavados com as tampas semi-abertas, para que a esterilização seja por igual em todo o conteúdo dos tubos - tampas fechadas não permitem a entrada do vapor.

Ágar nutriente (AN)

Meio relativamente simples, de fácil preparo e barato, muito usado nos procedimentos do laboratório de microbiologi…

Vírus Epstein-Barr

O vírus Epstein-Barr, frequentemente referido como EBV, é um membro da família dos herpesvírus e um dos mais comuns nos humanos. O vírus ocorre em todo o mundo, e a maioria das pessoas é infectada com EBV em algum momento durante suas vidas.


Crianças tornam-se suscetíveis ao EBV tão logo a proteção de anticorpos maternos (presente no nascimento) desaparece. Muitas crianças são infectadas com EBV, e essas infecções geralmente não causam sintomas ou são indistinguíveis. Nos países desenvolvidos, muitas pessoas não estão infectadas com EBV na infância. Quando a infecção com EBV ocorre durante a adolescência ou na idade adulta jovem, provoca a mononucleose infecciosa em 35% a 50% dos casos.

Os sintomas da mononucleose infecciosa são febre, dor de garganta e aumento dos gânglios linfáticos. Às vezes, há o envolvimento do fígado e do baço. Problemas cardíacos ou envolvimento do sistema nervoso central ocorrem raramente, e a mononucleose infecciosa quase nunca é fatal. Não há associações co…