26 maio, 2015

Simpósio: Mecanismos neurais de regulação do comportamento e memória

O Núcleo de Cognição e Sistemas Complexos (NCSC) da Universidade Federal do ABC (UFABC) sediará o simpósio internacional intitulado "Neural mechanisms of regulation of behavior and memory: recent advances and future perspectives" nos dias 05 e 06 de julho de 2015.

A área de ciência cognitiva e neurociência tem mostrado um crescimento exponencial nos últimos anos. Os avanços científicos no campo da regulação da memória e comportamento, inclusive comportamentos motivados e comportamento inflexível como hábito de aprendizagem, certamente têm uma grande relevância para a compreensão de distúrbios psiquiátricos, tais como pós-traumático, depressão, fobias, transtorno obsessivo-compulsivo, vícios e obesidade.



Este simpósio reunirá os principais especialistas no campo da neurociência, comportamento básico e clínica, especificamente nas áreas de memória, estresse, hábitos e vícios, em um programa que irá fornecer uma ampla discussão científica sobre o desenvolvimento futuro do conhecimento nestas áreas.

O simpósio vai sediar também uma sessão de "blitz de dados", onde os participantes poderão apresentar as suas recentes descobertas e receber o feedback do público. Isto irá permitir uma maior interação entre pesquisadores novos e experientes.

O principal objetivo do simpósio é discutir os avanços recentes e as futuras perspectivas no âmbito da investigação da memória e comportamento. Assim, possibilitará uma estreita interação entre os estudantes, pós-doutorados e professores, proporcionando um ambiente muito bom para o desenvolvimento de futuros projetos de colaboração entre cientistas brasileiros e internacionais.

Os valores para inscrição são de R$30,00 (estudantes e graduados) e R$40,00 (professores e pós-doutorados). No dia do evento, o valor será de R$50,00.


COMPARTILHE

Autor(a):

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.