Biossegurança

Equipamento de Proteção Individual - EPIs

Todo profissional deve conhecer os riscos em que estão expostos diariamente no ambiente de trabalho. Na área da saúde, particularmente a Biomedicina, não é diferente. Profissionais biomédicos estão diariamente em risco de acidentes por estarem expostos fisicamente e a substâncias químicas. Para segurança durante atividades na área de trabalho, prevenção e cuidados devem ser tomados e levados a sério pelo profissional. Um desses cuidados é o uso de Equipamentos de Proteção Individual - EPIs.

O Equipamento de Proteção Individual - EPI é todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado a proteção contra riscos capazes de ameaçar a sua segurança e a sua saúde (Pantaleão, 2012). No Brasil, o uso destes dispositivos ou produtos para proteção e segurança é regulamentado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), através da Norma Regulamentadora Nº. 06 - Equipamento de proteção individual, dada pela Portaria N.º 25, de 15 de outubro de 2001, publicada no DOU em 17 de outubro de 2001 e periodicamente sendo atualizada por instruções normativas e portarias.

Conforme dispõe a Norma Regulamentadora 6, a empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias:

a) sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho ou de doenças profissionais e do trabalho;

b) enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; e

c) para atender a situações de emergência.

   É necessário que todo EPI tenha uma certificação de aprovação que seja emitido pelo Ministério do Trabalho, passando assim por testes rigorosos em laboratórios credenciados pelo mesmo. O uso indevido dos EPIs, ao invés de proteger, poderá ocasionar acidentes.

Foto: Biomedicina em Ação

NORMA REGULAMENTADORA 6 - NR 6 - Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)


Responsabilidades do empregador. (alterado pela Portaria SIT/DSST 194/2010)

Cabe ao empregador quanto ao EPI :

a) adquirir o adequado ao risco de cada atividade;

b) exigir seu uso;

c) fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho;

d) orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;

e) substituir imediatamente, quando danificado ou extraviado;

f) responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica; e,

g) comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada.

h) registrar o seu fornecimento ao trabalhador, podendo ser adotados livros, fichas ou sistema eletrônico. (Inserida pela Portaria SIT/DSST 107/2009)

Responsabilidades do trabalhador. (alterado pela Portaria SIT/DSST 194/2010)

Cabe ao empregado quanto ao EPI:

a) usar, utilizando-o apenas para a finalidade a que se destina;

b) responsabilizar-se pela guarda e conservação;

c) comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para uso; e,

d) cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado.





Os Equipamentos de Proteção individual são divididos em grupos de acordo com a zona corporal a proteger. Para profissionais da área da saúde, estes equipamentos de proteção são de fundamental importância. Alguns são:

Proteção da cabeça: 

- Gorro ou touca: Previne contra gotículas, aerossóis e até mesmo do próprio cabelo.

- Capuz: Não é muito utilizado, mas é de extrema importância para quem trabalha com produtos químicos.



Fotos: Data Equipamentos e Solução epi


Proteção Respiratória:

- Respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias.


Foto: Biosafety Level





Proteção Ocular e Facial:

- Óculos de segurança: Proteção dos olhos contra partículas voláteis, radiação e respingos de produtos químicos.

- Protetor facial de segurança: Proteção da face contra partículas volantes e respingos de produtos químicos.


Fotos: HSJ e Biomedicina em Ação


Proteção de mãos e braços:
- Luva de segurança: Proteção das mãos contra agentes biológicos e agentes cortantes e perfurantes.

Foto: Biomedicina em Ação

Proteção para o corpo:

- Aventais (Jalecos) ou uniformes de algodão.

Foto: Biomedicina Brasil

Proteção para pés e pernas:

- Calça longa, sapato fechado e, em alguns casos, bota e outros equipamentos.


Fotos: Biomedicina em Ação

   É importante lembrar que os EPIs são de uso em área de trabalho, principalmente o jaleco. NÃO use o jaleco fora do seu local de trabalho. E lembre-se que os EPIs podem salvar sua vida, então use-os adequadamente e exija que seu local de trabalho mantenha-os sempre à disposição.




Fonte:

Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). (26 de Fevereiro de 2012). Fonte: Biomedicina em Ação: http://biomedicinaemacao-unip.blogspot.com/2012/02/equipamentos-de-protecao-individual.html. Acesso em: 11/08/2014

NORMA REGULAMENTADORA 6 - NR 6 EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - EPI. (s.d.). Fonte: Guia Trabalhista: http://www.guiatrabalhista.com.br/legislacao/nr/nr6.htm

Pantaleão, S. F. (15 de Maio de 2012). EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - NÃO BASTA FORNECER É PRECISO FISCALIZAR. Fonte: Guia Trabalhista: http://www.guiatrabalhista.com.br/tematicas/epi.htm

Artigo por: Raphaella Ingrid

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia. Meu nome é Raphaella, tenho 22 anos e sonho como se ainda fosse criança, aliás quem não sonha? Atualmente faço Biomedicina na Universidade Tiradentes - Unit, sou ex-bolsista/intercambista no programa Ciência sem Fronteiras, fundadora do núcleo Aracaju da Rede CsF e sou professora de Inglês na Unit. Sou emotiva, perfeccionista, fofa e apaixonada por conhecer o novo. Sou curiosa e busco sempre ficar por dentro, conhecer o mundo e ser feliz. Meu diário começa a desfrutar tudo aquilo que vivo e adquiro como experiência. Acredito que há um lugar especial esperando por mim e eu estou à procura dele até hoje. Twitter: @RaphaellaIngrid
2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.