Biologia Molecular

Novas bactérias encontradas no umbigo humano

Novas espécies de micro-organismos que habitam o umbigo humano estão sendo descobertas com o projeto Biodiversidade do Umbigo, da Universidade da Carolina do Norte, EUA.


A pesquisa mostra centenas de bactérias novas ou pouco conhecidas, que vivem no umbigo. Algumas dessas criaturas minúsculas podem ter colônias como flocos em placas de Petri.


Após as bactérias do umbigo serem coletados por um swab denominado Q-Tip, os pesquisadores analisam seu DNA para determinar quais espécies estão presentes.

Ninguém sabe o que muitas dessas bactérias encontradas consomem e muitas espécies não podem ser cultivadas em laboratório. Como resultado, os micróbios cultivados não representam todos os habitantes de um umbigo humano.

Foram coletadas até o momento 400 amostras. Nas primeiras 92, foram contadas 1.400 espécies, mas a contagem real é provavelmente muito maior, dizem os cientistas. Dentre as 1.400 espécies, cerca de 600 não se associam de maneira nenhuma com espécies conhecidas, o que significa que são novas para a ciência, afirma Rob Dunn, professor adjunto do Departamento de Biologia da Universidade da Carolina do Norte e principal pesquisador do projeto.


Apesar das inúmeras espécies encontradas, os tipos são muito comuns entre os doadores voluntários das amostras. Esses micro-organismos, que vivem em umbigos ou em outros lugares na nossa pele desempenham um papel importante em manter-nos saudáveis​, de acordo com os cientistas​. Conforme o andamento do projeto, os pesquisadores acreditam que poderão encontrar milhares de outras novas espécies.


Live Science

Artigo por: Raphael Gonçalves Nicésio

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia.

1 comentários:

  1. Olá!
    Sempre é hora de combater a dengue. Juntos podemos mobilizar a população sobre a importância de se prevenir contra o mosquito Aedes aegypti, mantendo hábitos simples como limpar calhas, caixas d’água, recolher o lixo e nunca deixar pneus ao ar livre para não juntar água.
    Por isso, faça um post nas Redes Sociais, divulgue a hastag #combatadengue e compartilhe essa informação com seus amigos, parentes e vizinhos. A sua contribuição é fundamental para o sucesso desta campanha.
    Caso tenha interesse em divulgar algum material da campanha, entre em contato através do e-mail comunicacao@saude.gov.br.
    Saiba mais sobre a campanha no site: www.combataadengue.com.br
    Você também pode nos seguir no Twitter: www.twitter.com/dengue_MS
    Estamos também no Facebook! Confira: www.facebook.com/minsaude?sk=app_110819375702256


    Obrigado,
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir

2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.