Farmacologia

O que é a Homeopatia?

Segundo o dr. Ícaro Alves Alcântara, a medicina homeopática é uma forma eficaz, de baixo custo, segura, sem contra-indicações, natural e de resultados rápidos e duradouros de tratar o ser humano como um todo, buscar sua cura e fortalecer seu organismo, dificultando a ocorrência de doenças. Pode ser utilizada isoladamente para o tratamento de qualquer agravo à saúde e, quando associada a outros métodos terapêuticos, não compromete os bons resultados destes.

Histórico    
Os primórdios da filosofia homeopática remontam a 400 anos antes de Cristo quando Hipócrates, considerado o pai da Medicina, deixou claro que existem duas formas de curar: A cura pelo “contrário” e a cura pelo “semelhante”; Foi em 1810 entretanto, após muitos anos de estudos, que o médico alemão Christian Friedrich Samuel Hahnemann publicou a primeira edição do “Organon da arte de curar” assim lançando as importantes bases da Homeopatia.

Tratamento    
Toda medicação homeopática deve ser manipulada (ou seja, preparada em farmácias de manipulação) mas nem toda medicação manipulada é homeopática. Mesmo porque a preparação de um remédio homeopático segue rigorosas normas de qualidade e estritamente a receita do médico, sendo específica para cada paciente de acordo com seu quadro clínico em particular.
O tratamento homeopático sempre custa menos para o paciente, o que é mais facilmente percebido a médio e longo prazo; Isto deve-se principalmente ao fato das medicações homeopáticas terem normalmente custo reduzido e tratarem várias “doenças” simultaneamente.

Abrangência     
A Homeopatia vem ganhando espaço no mundo todo, com muita velocidade. No Brasil e na Índia ela já faz parte do sistema de saúde pública; 40% dos médicos na Holanda utilizam-na; A Inglaterra possui o maior e mais famoso hospital homeopático do mundo e mais de 37% dos médicos do país usam a homeopatia, sendo também de conhecimento público que a Família Real Britânica utiliza-se dela como principal forma de tratamento; Na França, 30% da população usa Homeopatia e mesmo nos Estados Unidos a venda de medicamentos homeopáticos cresceu cerca de 25% no último ano.
Por tudo isso, na busca por Qualidade de Vida, procure a Homeopatia e saiba o que esta ciência médica pode fazer por você e sua família. Seu corpo, sua mente e sua Saúde agradecem.

Regulamentação    
A Homeopatia é uma especialidade médica, reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina há mais de 25 anos, através da resolução número 1000, de 04 de Julho de 1980. Como tal é uma ciência médica muito respeitada e utilizada no exterior e mesmo no Brasil.

Para acessar outras informações referentes a legislação em homeopatia, clique aqui.
Diferenças Homeopatia/Alopatia     
A medicina mais praticada atualmente, também chamada de “Alopática” ou “Enantiopática”, baseia-se na cura pelos “contrários”, segundo a qual se um indivíduo apresenta inflamação, receberá medicação antiinflamatória; se mostra alergia, tomará um anti-alérgico; se arde em febre, usará um anti-térmico e assim por diante; Desta forma, combate-se uma doença antagonizando seus sinais e sintomas. E assim nem sempre são combatidas suas causas mas tão somente suas conseqüências para o indivíduo.
Resultados    
O organismo tratado homeopaticamente torna-se mais forte e resistente a novos desequilíbrios da sua força vital, ou seja, adoece menos em relação ao seu estado anterior ao tratamento homeopático, como fica fácil perceber por tudo o que já foi relatado;
Para toda e qualquer patologia a Homeopatia oferece tratamento, desde as que cursam com dor de qualquer espécie àquelas “crônicas” como alergias, diabetes, hipertensão, depressão, ansiedade e mesmo os tumores.

* Tratamento:  “Modo de cuidar ou paliar; conjunto dos meios empregados na cura” (Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa)

Consulta
Em uma consulta homeopática todas as queixas, detalhadas ao máximo, são levadas em consideração para se chegar à medicação adequada. E estes são os principais motivos pelos quais as consultas homeopáticas são habitualmente tão demoradas e completas.
Para o homeopata, quanto mais detalhadas forem as queixas de cada paciente, tanto mais úteis serão na escolha acertada da medicação homeopática e sua dosagem. É por isto que o Homeopata investiga de forma tão minuciosa seu paciente e seus sinais/sintomas, valorizando características destes que são habitualmente desprezadas em uma consulta médica tradicional não-homeopática. Por exemplo, para um homeopata normalmente não basta saber onde é uma dor, quando começou e o que a melhora ou piora; É muito importante também saber como ela é, se tem relação com qualquer outro fator (clima, humor, hora do dia, posição, alimentação, hábitos de vida, etc.), se já ocorreu antes, em que circunstâncias, etc. Mas também é fundamental saber como é o paciente, como se relaciona com o mundo, suas “qualidades”, “defeitos”, medos, sonhos, fatos marcantes na sua vida, sua sede, o que gosta, o que odeia, o que deseja, o que evita, etc. Tudo isto porque, conforme já explicado anteriormente, a Homeopatia irá tratar as doenças e assim erradicar ou melhorar os seus sinais e sintomas por abordar o paciente em si como um todo, “ensinando” sua própria força vital a recuperar o equilíbrio e assim recuperar a saúde;

Como funciona
A Homeopatia, combate as “doenças” ao causar no paciente, através da administração de medicação homeopática, doença similar à que este apresenta só que mais intensa, mais forte porém bastante passageira e controlada/auto-limitada; com isto a força vital do paciente desvia sua atenção para a “doença homeopática”, aprende a lidar com ela, reequilibra-se e assim pode combater a “doença real” com muito mais eficácia, presteza e suavidade. É basicamente assim que funciona a Homeopatia.


Por Dr. Ícaro Alves Alcântara

Artigo por: Raphael Gonçalves Nicésio

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia.

0 comentários:

Postar um comentário

2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.