Estética

Biomedicina Estética

O projeto da "Biomedicina Estética" tem como objetivo a conscientização da classe sobre a possibilidade da inserção dos biomédicos no exercício de procedimentos estéticos, bem como a sua inclusão neste mercado de trabalho em expansão. A atuação do biomédico na estética é uma possibilidade que, sob a comprovação científica dos métodos e técnicas utilizados, desenvolve e aplica os tratamentos para as disfunções estéticas corporais, faciais e envelhecimento fisiológico relacionados à derme e seus anexos, tecido adiposo e metabolismo. A Biomedicina Estética cuida da saúde, bem-estar e beleza do paciente, levando os melhores recursos da saúde relacionados ao seu amplo conhecimento para o tratamento e recuperação dos tecidos e do organismo como um todo.
O biomédico possui um preciso entendimento das características do funcionamento da derme, seus anexos, demais tecidos e inclusive o metabolismo, possibilitando a realização de terapias que promovem uma melhor qualidade de vida ao paciente. Sendo assim, saiu de trás da bancada em busca do consultório, partindo todo o seu conhecimento generalista, humanista, crítico e reflexivo, exercendo de forma profissional, pesquisando e tratando disfunções físicas e energéticas, sem deixar de lado o rigor científico e ético.

Acesse o site da Biomedicina Estética.

Procedimentos que o biomédico realizará na Biomedicina Estética:
 
  • Laserterapia
  • Carboxiterapia
  • Radiofrequência estética
  • Ultrasom focalizado – HIFU
  • Luz Intensa Pulsada
  • Laser Fracionado
  • Avaliação Estética
  • Anamnese corporal e facial
  • Classificação da pele - dermatoscópio
  • Classificação da Síndrome de Desarmonia Corporal
  • Definição do Tratamento
    a ser realizado
  • Definir estratégia de tratamento
  • Registro de foto
  • Análise das disfunções estéticas
  • Evolução do paciente
  • Treinamentos técnicos
  • Supervisão do tratamento
  • Acompanhamento do paciente durante o tratamento
  • Formar um raciocínio dinâmico, rápido e preciso na solução de problemas dentro da Biomedicina Estética

Conquistamos o direito de atuar na acupuntura com terapêutica e o mesmo devemos fazer para a criação de uma especialização aplicada à saúde estética!


Na saúde estética, como biomédicos, podemos:
  • Atuar de maneira diferenciada dos demais profissionais da saúde e da beleza, respeitando os espaços de atuação multiprofissional, o código de ética, órgãos governamentais e as Leis em vigor;
  • Desenvolver pesquisas e trabalhos em Biomedicina aplicados à estética e suas tecnologias e procedimentos;
  • Abrir ao biomédico, novos e maiores campos no mercado de trabalho;
  • Atuar como profissionais liberais em consultórios, clínicas especializadas e todas as demais empresas relacionadas à indústria do bem-estar e saúde;
  • Estudar e lecionar em cursos de graduação e pós-graduação na biomedicina estética.

Diferencial do Biomédico na Estética:
  • Entendimento e domínio completo dos recursos tecnológicos e entre outros.

Especialidade em Estética:

Ainda, o biomédico especializado, proporciona uma abordagem terapêutica direcionada à forma precisa de tratamento, potencializando e garantindo melhores e efetivos resultados sem causar riscos à saúde, objetivando bem-estar e melhora da qualidade de vida do paciente.

NOTA: No último Congresso Brasileiro de Biomedicina (2010) foi aprovada por unanimidade a habilitação em Biomedicina Estética. Foi de consenso geral entre os Conselheiros atender as demandas da classe biomédica mediante tantos abaixo-assinados de estudantes e profissionais que desejam atuar nesta nova e tão promissora área.


 Biomedicina Estética

Artigo por: Raphael Gonçalves Nicésio

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia.

0 comentários:

Postar um comentário

2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.