Saúde Pública

Com mobilização nacional finalizada, onde está a gripe A?

De acordo com os cientistas, a gripe está apenas oculta. Durante o verão não ouvimos mais falar sobre novos casos da doença e, até agora no começo do inverno, também não – só vemos as campanhas de vacinação na TV.
Segundo os pesquisadores, é provável que os vírus se adaptem a novos hospedeiros e troquem de genes, para sobreviver ao verão e voltarem ainda mais fortes no inverno.
Pesquisadores americanos estudaram o vírus e descobriram que eles se adaptam na China e no Sudoeste da Ásia para, depois, migrarem ainda mais fortes para o resto do mundo.
Os resultados podem ajudar governantes a criar políticas de prevenção ainda mais fortes. Como a gripe A normalmente sai dos Estados Unidos e da China para os outros lugares do mundo, a vacinação deve ser mais rigorosa por lá.
O conhecimento sobre a rotina de migração do vírus também pode ajudar os cientistas a desenvolverem vacinas específicas para cada região do planeta. Por exemplo, como a América do Sul recebe os vírus que estiveram circulando na América do Norte durante o inverno, pesquisadores podem fazer as vacinas a partir do vírus que esteve nos Estados Unidos na temporada passada e, quando ele chegar por aqui, os latinos já estarão vacinados – e isso pode ser feito para o mundo todo.

Hypescience

Artigo por: Raphael Gonçalves Nicésio

Os artigos do blog são destinados a estudantes, profissionais e pessoas que se interessam pela biomedicina e demais áreas da saúde. O conteúdo não visa substituir as orientações de um médico, portanto não deve ser utilizado para autodiagnóstico ou automedicação.

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. Não é permitido duplicar, copiar ou reproduzir qualquer parte sem autorização prévia.

0 comentários:

Postar um comentário

2007-2016. Biomedicina Brasil. Tecnologia do Blogger.